11

Para o Dia do Índio

Olá.
Aqui é o Rafael novamente.
Hoje, a postagem é referente ao Dia Interamericano do Índio, data criada para lembrar as lutas dos povos indígenas em prol dos seus direitos, que lhe foram negados desde que o Brasil foi descoberto e suas terras tomadas sem lhes perguntarem nada.

Hoje, começo colocando aqui uma tira do meu personagem Teixeirão. Aqui no Rio Grande do Sul, onde moro, uma das maiores tradições do povo gaúcho é o chimarrão, um hábito herdado dos indígenas. O chimarrão é uma das mais significativas contribuições dos indígenas para os gaúchos, além de hábitos como a rede de dormir e o banho diário, e a alimentação, das quais herdamos o milho, a mandioca, o guaraná. Ainda assim, é comum vermos, nas grandes cidades, levas de descendentes de indígenas nas ruas, mendigando a sua sobrevivência, através da venda de objetos de artesanato. Por que ainda ficamos indiferentes a essa situação?
E, para terminar, uma ilustração com temática indígena, evocando também a natureza, à qual o índio naturalmente integra e é integrado. Lembrando de como era a vida dos índios antes do descobrimento do Brasil, chamo esta ilustração de "idílio indígena", pois mostra um índio presenteando a amada com frutas, provavelmente buscadas muito longe, e em região a qual o guerreiro possivelmente se submeteu a perigos. Em lendas indígenas, é comum observarmos histórias de valentia, coragem e provas de amor, tudo integrado.
É isso aí.

Até mais!

 
©2011 Juliana Hellen Por Templates Sal da Terra