19

Projeto Início das Aulas / Dinâmicas

 Tema: Adaptação - Integração

Tempo de duração: Mês de fevereiro

Justificativa: O início das aulas é um momento que mistura alegria, tristeza, ansiedade,

 novidade e choro. Justamente por se tratar de algo novo para a criança requer um período
de adaptação, especialmente para as que estão indo para escola pela primeira vez. A fase 
de adaptação pode durar alguns minutinhos, horas, dias e até meses... depende da criança. 
Cabe a escola realizar a acolhida das crianças e que a adaptação ao novo espaço seja da 
melhor forma possível.

Objetivos

-Facilitar o entrosamento, despertar a cordialidade e espontaneidade.
-Propor atividades que colaborem para a aproximação entre os colegas, ou entre eles e 

crianças novas;
-Colaborar para que as crianças sintam prazer em estar na escola;
-Fortalecer o vínculo afetivo e um diálogo aberto;
-Elaborar os combinados, de acordo com a necessidade do grupo;
-Proporcionar atividades que contribuam para a livre expressão: falada, gesticulada,

 cantada ou através de desenhos.
-Verificar as fases de escrita dos alunos.

Conteúdos

Português
§ Conversas, relatos de vivências, narração;
§ Nomes dos colegas, da professora e dos funcionários.
§ Crachá e cartaz com lista de nomes;
§ Alfabeto;
§ Histórias infantis;
§ Sondagem da escrita.

Matemática

§ Contagem oral;
§ Jogos;
§ Leitura de calendário.
§ Situações-problemas.

História e Geografia
§ Regras de convivência.
§ Observação dos diferentes ambientes do espaço escolar.
§ A história de vida do aluno.



Ciências:
§ Higiene e saúde

Artes:

§ Pintura;
§ Recorte e colagem;
§ Dramatizações;
§ Músicas diversas.

Educação Física:

§ Roda cantada;
§ Brincadeiras e jogos.

Desenvolvimento:

· Acolhida: Receber as crianças com carinho e alegria;
· Apresentações e dinâmicas de grupo;
· Atividades para conhecer os alunos: Quem sou eu?
· Passeio pela escola para conhecer as dependências e os funcionários;
· Atividades sobre valores e regras na escola;
· Brincadeiras e jogos;
· Trabalhos com músicas (fazer interpretações de forma oral, gestos, escrita e desenhos);
· Atividades orais (roda da conversa) onde os alunos poderão expressar suas expectativas
 quanto a escola, suas emoções, seus sentimentos;
· Atividades com nomes (crachás) e alfabeto;
· Sondagem da escrita;
· Situações-problemas (quantos alunos faltaram, quantos meninos são etc)


Culminância
Realizar uma gincana de brincadeiras objetivando que o importante é que todos se divirtam 
(corrida do saco, pula corda, cobra-cega, corrida da batata, show de calouros, dança das cadeiras).

Avaliação
Observação e registro do professor quanto ao envolvimento, interesse e participação dos alunos.


 Algumas Dinâmicas para a primeira semana de aula:Através de brincadeiras podemos
 conhecer melhor cada aluno.

Verdade ou mentira? - Dinâmica para o início

 das aulas

 Essa dinâmica mostra que nem sempre a  gente conhece
 bem quem está do lado, nosso conhecimento é 
muito limitado e restringe-se ao ambiente em que estamos.

Essa dinâmica é muito útil 
 saber do que os alunos gostam e o 
que fazem fora da escola para tornar a aula mais interessante e
 também mostrar de forma objetiva como usar em seu cotidiano 
o que estão aprendendo.

Entregar um pedaço de papel a cada aluno onde terão que

 escrever nele 3 frases sobre si mesmos, sendo que uma delas 
será falsa. Mas não devem escrever coisas óbvias como 'tenho 
olhos verdes' e sim coisas que os amigos saberiam sobre ele, 
como 'já fui ao Japão', por exemplo.

Pedir a eles que coloquem o nome e escrevam as 3 frases 

(e é claro que eu vou guardar esses papéis para uso posterior
 quando for preparar as aulas), depois eles me entregam todos.
 Escolher um papel aleatoriamente e ler a primeira frase, 
perguntando de quem é. A classe vai dando seus palpites e
 instruo os alunos que quando identificaram o que escreveram 
disfarcem e também digam que acham que é do Fulano.

Anotar na frente da frase o nome de quem a maioria da classe achou 

que era o dono e escolho outro papel. Continuar lendo as primeiras frases
 de cada um, depois começo a ler a segunda e por fim a terceira frase,
 sempre anotando na frente da frase de quem a classe achou que era.

No final todos já estão ansiosos  leia a frase e diga: essa que vocês

 acharam que era do Fulano na verdade é da Sicrana. E faça algumas 
perguntas sobre a frase à aluna. Fazenr isso até terminar e depois
 perguntar aos alunos o que acharam da brincadeira.

Eles normalmente acham divertido porque ficam sabendo mais sobre

 os colegas e também ficam surpresos por saber relativamente pouco 
sobre eles.

Dinâmica das balas

Essa dinâmica destina-se a coletar informações sobre seus alunos 
logo que as aulas se iniciam e também pode ser usada para “quebrar 
o gelo”em grupos que ainda  não tiveram contato, pois reconhecendo 
gostos e hábitos semelhantes aos seus  os alunos ou participantes irão 
sentir-se mais confortáveis.

Como preparar

Abra um documento do word e insira uma tabela com o número de colunas
 igual a  1 e o número de linhas correspondente ao número de participantes 
da brincadeira.
Em cada linha da tabela coloque uma pergunta, você poderá usar as sugeridas 
no final dessa postagem ou qualquer outra informação que queira obter de seus
 alunos no primeiro dia.
Imprima e corte em tiras, depois dobre até ficar um quadradinho bem pequeno.
Compre balas de vários sabores e coloque-as num saquinho ou caixa onde eles
 não poderão ver o conteúdo. Cole com fita crepe uma pergunta em cada bala.

Como jogar

Com os alunos em círculo, apresente o saquinho ou caixa ao primeiro aluno à
 sua esquerda. Ele deverá pegar uma bala e ler a pergunta em voz alta para 
toda a classe e depois respondê-la.
Você pode adicionar umas balas com dizeres diferentes, caso queira também
 sortear algumas lembrancinhas nesse primeiro dia. Veja abaixo algumas 
sugestões  de perguntas.

Sugestões de perguntas para incluir na brincadeira

Pessoais

Descreva sua família. / Você tem animal de estimação? Fale sobre ele. 
/ Quais são seus programas de TV favoritos? / De que tipo de música
 você gosta? Fale sobre o assunto. / Quem é seu melhor amigo e por que 
você o considera assim? / Qual seu gênero favorito de filmes?

Hábitos

O que você faz no final de semana? / Qual o seu hobby? / Você coleciona 
alguma coisa? / Com que frequência usa a internet? / O que faz em seu
 horário livre durante a semana? / Pratica algum esporte? Fale sobre isso.
Escola
Qual a matéria que gosta mais? / Em que matéria tem mais dificuldade? / 
Qual a menor nota que já tirou? Por que você acha que isto aconteceu? /
 Você já colou na prova? Conte como foi. / Você faz sua lição de casa em dia.
 Se não, por quê? / O que vai estudar quando terminar o segundo grau? 
/ Que tipo de profissão vai escolher?

Outras sugestões

Você pode usar sua criatividade, e se for professor de idiomas essas 
perguntas podem estar no idioma ensinado. Também poderá usar essa 
brincadeira para uma revisão oral antes de uma prova de história, geografia,
 ciências, etc. Fica a cargo da sua imaginação adaptar essa atividade, e depois
 pode dividir conosco o resultado.


Dinâmica com barbante

 Ela é ótima para o primeiro dia de aula, promove interação dos alunos,
 nos dá informações preciosas sobre os alunos (que usaremos na 
preparação de aulas, inserindo a matéria em sua realidade) e pode 
ser uma ferramenta interessante para promover certos comportamentos.
Material
1 novelo grande de barbante
Execução
Coloque na lousa algumas sugestões de perguntas pessoais, tais como:
  • idade
  • o que faz além da escola
  • o que quer fazer no futuro
  • passatempo predileto
  • esporte favorito
E tudo o mais que você deseja saber ou ache importante na primeira aula.
Entregue o novelo de barbante a um aluno, diga que terá que segurar
 a ponta do barbante e jogar o novelo para o aluno para quem vai 
fazer perguntas.
O aluno segura na ponta do novelo (que mantém o tempo todo em 
sua mão) e joga para o segundo aluno, faz as perguntas sugeridas 
e então o aluno que respondeu segura na parte do barbante e joga
 o novelo para o próximo aluno, que deverá fazer o mesmo.
Ao final, haverá uma enorme “teia”, os alunos riem muito, se divertem 
e por vezes têm que ajudar para que o novelo chegue ao aluno
 que responderá as perguntas.
Sugestões e objetivos
Em aulas de idiomas as perguntas podem ser no idioma ensinado e
 servirão como uma revisão.
Após o jogo, já com a teia montada, pergunte aos alunos:
  • Seria fácil fazer essa teia sem a ajuda dos outros?
  • Foi necessária a ajuda de todos para que se formasse?
  • A colaboração é necessária para se construir alguma coisa?
  • Saber mais sobre os outros também promove uma “ligação” entre as pessoas?
  • Até que ponto nos preocupamos com o outro que está na outra ponta do barbante?
  • O que podemos dizer para essa pessoa?
  • Que ligações eu tenho com essa pessoa além do barbante?
  • O que temos em comum?
Também pode-se perguntar (para alunos mais maduros) o que acharam 
da brincadeira e o que ela lhes sugere.

Dinâmica para o primeiro dia de aula

Essa dinâmica é interessante porque faz com que os alunos conversem e descubram coisas sobre os colegas, ao mesmo tempo em que promove movimentação, seus alunos não estarão apáticos e com sono depois dela.

Material necessário:

- 1 apito

- relógio

- lista de atividades

Divida os alunos em 2 ou 3 grupos, dependendo do número de alunos em classe. É interessante que os grupos tenham entre 7 e 10 elementos cada. Nomeie os grupos: azul, amarelo, verde. Peça a eles para fazer fila, cada grupo faz uma fila à sua frente.

Com sua lista em mãos, diga que têm 3 minutos para se organizarem em ordem crescente de idade. Ao final dos 3 minutos apite. Depois do apito 

os alunos não podem mais trocar de lugar. Verifique o grupo que está 
mais certo, inclusive por meses (11 anos e 2 meses, 11 anos e 3 meses, etc). Depois diga que têm 3 minutos para se organizarem por ordem alfabética 
de primeiro nome. Você pode adicionar vários ítens à sua lista. Quem tem mais irmãos, do mais alto ao mais baixo, ordem alfabética inversa de sobrenome... sua imaginação é o limite. Ganha o grupo que cumprir mais tarefas sem errar, ou o que errar menos.

É importante afastar as carteiras para essa brincadeira, e assim evitar que se machuquem. Permita que baguncem à vontade enquanto se organizam. Dependendo da idade e conhecimento de seus alunos você poderá incluir várias tarefas (mês de nascimento, número de irmãos, mais vogais no nome, etc.). Se você é professor de idiomas também pode fazer essa brincadeira, basta substituir os comandos de português para o seu idioma: en orden de meses de nacimiento, number of brothers and sisters, etc...




Dinâmica primeiro dia de aula (com balas ou jujubas)



É importante conhecer o grupo com o qual vai trabalhar e
 também é bom que eles se conheçam entre si. Essa dinâmica
 faz com que cada um fale um pouco de si sem ficar aquela 
coisa chata e arrastada, parecendo entrevista de TV.
Distribua balas coloridas ou jujubas aos alunos (podem ser 2 ou 3 
para cada um) e pedir que as deixem em cima da carteira. Então 
especifique  as cores (que você pode especificar de acordo com o 
que quiser saber a respeito de seus alunos). Por exemplo, numa
 classe não muito numerosa – 15 alunos, por exemplo – e na faixa 
de 10 a 14 anos, faça mais ou menos o seguinte:
  • verde – escola (o aluno se apresenta e fala onde estudava, que curso faz, que matérias gosta ou não gosta, etc)
  • azul – família e casa (ele se apresenta e fala de sua família, onde mora, se tem bicho de estimação, onde seu pai e sua mãe trabalham, se ele se dá bem com os irmãos ou não, etc)
  • vermelho – lazer (ele fala tudo o que gosta de fazer quando não está estudando.
  Chame cada aluno e ele vai escolher uma das duas ou três cores
 que tem para falar. Se escolher a vermelha, por exemplo, vai 
falar sobre lazer.
Depois que cada um fala, você pode perguntar ao grupo 
se querem perguntar mais alguma coisa relacionada ao que o 
aluno estava falando. É interessante perguntar, se o aluno diz 
que tem um irmão pergunte se é mais velho ou mais
 novo, se o relacionamento é bom, etc. Se diz que tem cachorro, 
pergunte o nome, se sabe fazer gracinhas, se tem manias, etc.
Se forem alunos maiores você pode mudar os critérios, 
acrescentar outros como vida amorosa, vida profissional, 
religião, etc… Aí fica a seu critério.
Essa dinâmica com classes que estão começando porque ajuda a
 guardar os nomes dos alunos (muito importante) e também
 tanto eu quanto a classe em geral ficamos sabendo um pouco 
mais sobre eles.
Claro que depois que a dinâmica termina, autorize a comer as
 balas...kkkkk

 Mais Dinâmicas


Fonte:
picasaweb.google.com/102791844094380700717/Apostila101BrincadeirasEJogosInfantis#5454595727253128850

8

Orientações Gerais para Aplicação do Teste Psicogenético

   Amigos e Seguidores do Blog EDUCAR É VIVER, ao iniciar um ano letivo após apresentações,tanto de alunos,professores quanto da instituição de ensino, o profissional precisa saber em que nível seus alunos se encontram para saber em que nível começar.
   Assim devemos realizar um teste Psicogenético, a aplicação deste teste é uma solicitação da Diretoria de Educação Infantil que tem por objetivo diagnosticar as hipóteses de escrita dos alunos e planejar/acompanhar, de forma significativa, o processo de ensino aprendizagem.
  A realização deste teste possibilitará ações importantes em prol de um Educação Infantil de qualidade.

   OBS: Este teste foi inspirado nos estudos de Emília Ferreiro.

   Podemos aplicar o teste em qualquer série/ano escolar, apenas precisamos modificar o grau de dificuldades.





Referência:
GROSSI,Esther Pillar. Didática da Alfabetização - vols.1,2,3.Ed.Paz e Terra.Rio de Janeiro -RJ,1990.

1

Calendário Escolar 2012 -DF

   Amigos e seguidores do blog Educar é Viver, para quem quiser ficar por dentro do calendário escolar 2012,abaixo está o link do mesmo, o calendário é referente ao DF, mas acredito que em outros estados devem ter poucas alterações.
   Mil bjs 



http://www.se.df.gov.br/wp-content/uploads/pdf_se/links_paginas/calendario_12_anual.pdf

 
©2011 Juliana Hellen Por Templates Sal da Terra