0

O que as crianças precisam aprender e desenvolver?

              O Erik Erikson acreditava que as  atitudes das crianças sobre si mesma e sobre o mundo à sua volta dependiam amplamente de como são tratadas  pelos adultos enquanto crescem.
                
Confiança Básica (do nascimento até 1 ano): Os bebês obtêm um senso de confiança básica quando as interações com os adultos são agradáveis e prazerosas. Os bebês precisam de pais calorosos, receptivos, previsíveis e sensíveis às suas necessidades. Se eles precisam esperar regularmente um longo tempo para receberem conforto  ou se são manuseados apressada e insensivelmente, é promovida a desconfiança em relação aos outros.

Autonomia (de 1 a 3 anos): A confiança na capacidade para fazer escolhas e decisões são desenvolvidas enquanto as crianças exercitam as habilidades exploratórias de caminhar, de correr, de escalar e de manusear objetos. Os bebês que estão começando a andar e os jovens pré-escolares precisam de pais que lhes permitam escolhas, dentre uma variedade de atividades seguras. Se as crianças são excessivamente restritas, sempre forçadas a fazer as coisas como seus pais desejam, ou se não submetidas a embaraços pelos erros enquanto fazem explorações, a autodúvida crescerá, ao invés da autoconfiança.

Iniciativa (de 3 a 6 anos): Os pré-escolares aprendem sobre si mesmos e suas culturas por meio de jogos de faz-de-conta; à medida que encenam diferentes papéis, começam a pensar sobre o tipo de pessoa que desejam tornar-se. Os pais que apóiam o senso emergente de finalidade e direção das crianças nesse estágio ajudam os filhos a desenvolverem iniciativa, ambição e responsabilidade social. Se os pais são demasiadamente controladores ou exigentes, as crianças podem tornar-se culpadas e reprimidas.

Produtividade ( dos 6 anos até a puberdade): Durante os anos escolares, as crianças desenvolvem suas capacidades para o trabalho produtivo, aprendem a trabalhar cooperativamente com os outros e descobrem um senso de orgulho por fazer bem as coisas. As crianças em idade escolar precisam de país que encorajem seu senso de competência e domínio, dando-lhe responsabilidades e oportunidades para usarem suas habilidades e conhecimento. As pessoas jovens que não possuem tal encorajamento podem desenvolver um senso de inferioridade e crer que jamais serão boas em coisa alguma.

Identidade (adolescência): Os adolescentes integram o que ganharam nos estágios anteriores em um senso duradouro de identidade; desenvolvem um entendimento de seu lugar na sociedade e formam expectativas para o futuro. Eles necessitam de respeito  por sua independência emergente. As crianças que não tiveram suas necessidades  satisfeitas neste e em estágios anteriores tendem a sentir-se confusas sobre quem são e onde desejam chegar.

Livro: Dificuldades de Aprendizagem de A a Z. Autoras: Corinne Smith e Lisa Strick  ed. artmed

0 comentários:

 
©2011 Juliana Hellen Por Templates Sal da Terra