1

Como Melhorar a Concentração da Atenção

                                         



 Incômodo de crianças, adolescentes e adultos, a dificuldade de concentração da atenção tem sido responsável por muitos fracassos: no estudo escolar, no trabalho profissional e, mesmo, no dia-a-dia da convivência com as pessoas.

Com ênfase na solução, o livro além de ser uma oportunidade de esclarecimento sobre as causas e as conseqüências da dispersão, apresenta na sua segunda parte, exercícios para melhorar a concentração, cuja eficácia têm sido constatada pelo autor na prática clínica.

A aprendizagem escolar depende de variados fatores para ocorrer com sucesso. Cada estudante tem sua história própria de dificuldades, quando busca os benefícios - e, às vezes, os sacrifícios - de aprender o que se ensina na escola.



É da experiência pessoal de cada um de nós que, nem tudo o que se ensina na escola é do interesse do aluno, mesmo que o grupo social considere de importância vital tudo o que a escola tem a comunicar.

O estudo escolar, nem sempre é desempenhado com prazer e eficiência. Muitos são os fatores que dificultam um aproveitamento proporcional ao esforço dispendido. Desde as características pessoais de cada aluno, como temperamento, ritmo de desempenho motor e formas peculiares de raciocínio.

Dentre esses fatores, um tem sobressaído ao longo da vida escolar de crianças e adolescentes: a dificuldade de concentrar a atenção naquilo que estudam. Dito de outra forma: muitos estudantes não alcançam seu objetivo de aprender, nem o conquistam sem maiores esforços por conta de uma atenção acentuadamente dispersa. Não são capazes de fixar a atenção pelo tempo necessário à compreensão e fixação do que estudam. Disso, decorre o desânimo e até conseqüências mais graves, como a redução da auto-estima. Muitos estudantes, que vivem a angústia da dispersão da atenção, terminam por formar uma idéia de si próprios incompatível com suas capacidades intelectuais, isto é, começam a se "reconhecer" intelectualmente limitados, o que, muitas vezes, os levam à desistência do caminho da escolaridade.

A dificuldade de concentrar a atenção em atividades de estudo tem mudado a trajetória da vida de muitas pessoas que, não conseguindo superar a dispersão por si mesmas, e sem o auxílio adequado por parte da família e da escola, deixam de trilhar os caminhos mais confortáveis a que têm direito pessoal na sua formação escolar.

É importante entendermos o contexto em que se desenvolve o quadro da dispersão da atenção. Para isso, é necessário analisar algumas questões que, muitas vezes, passam despercebidas, mesmo àqueles que lidam há mais tempo com os processos de ensino-aprendizagem.

De forma resumida e simples, o livro aborda questões fundamentais para compreender crianças e adolescentes que enfrentam dificuldades para concentrar a atenção no estudo.

O livro desenvolve o tema através de sete capítulos:

  1. Que é dispersão da atenção?
  2. A dispersão e seu prognóstico
  3. A desatenção
  4. A socialização do desatento
  5. O professor e o aluno disperso
  6. A família e o filho desatento
  7. Do problema à solução
Para melhorar a concentração da atenção, propomos uma série de quarenta exercícios, que podem ser repetidos tantas vezes quantas forem necessárias. Não se trata de teste, são apenas exercícios, que devem ser feitos gradativamente, sem a preocupação de executá-los todos de uma vez. De um modo geral, poderão ser usados com crianças a partir de sete anos de idade, tendo em vista suas condicões de desenvolvimento.

A simplicidade e a facilidade de execução de alguns deles não significam falta de eficiência, mas uma preparação necessária dentro de uma conquista gradativa e confortável para melhorar a concentração da atenção. 


Clique aqui para ver alguns exercícios
Fonte: http://www.luizschettini.psc.br/livro10b.htm

1 comentários:

Cristiane disse...

Excelente o seu blog! Vou visitá-lo sempre! Parabéns!

 
©2011 Juliana Hellen Por Templates Sal da Terra