0

Férias Escolares

                                          

Amigos e seguidores do Blog EDUCAR É VIVER, estamos no mês de férias, ou seja, recesso escolar e por esse motivo postarei sobre o assunto.



Organizar atividades para os filhos durante o período de férias é a melhor forma de mantê-los alegres, sentindo que estão descansando e aproveitando o período sem aulas.
Uma boa opção é receber os amigos em casa. Para isso, o filho deve fazer contato com seus amigos prediletos e, caso haja necessidade, os pais combinam entre si.
A anfitriã deve se informar do tipo de alimentação que as crianças fazem, do que gostam de comer, se possuem alergias a algum alimento, se podem tomar gelado, etc.
Preparar as refeições com antecedência é uma boa opção para não ficar presa à cozinha no momento de receber os convidados, mas lembre-se: são amigos do seu filho e, portanto, deve recebê-los contando com o apoio da mãe.
Da mesma forma, dependendo da idade, a própria criança poderá programar as atividades. 

Como sugestão, olhem as seguintes ideias:
- Locação de um filme para que as crianças relaxem um pouco após o almoço;
- Passeio num parque de diversões;
- Passeio ao zoológico;
- Passeio ao shopping com direito a cinema e pipoca;
- Banho de piscina num clube ou se tiverem em casa;
- Ida a uma sorveteria;
- Piquenique num lugar bem tranquilo e que não proporcione perigo;
- Jogos em casa, como xadrez, dama, trilha, dominó, uno, cara a cara, senha, leilão de artes, detetive, war, banco imobiliário, jogo da vida, elástico, amarelinha, bolinha de gude, bolinha de sabão, massinha caseira, oficina de criatividade com sucatas, dentre vários outros.

Além disso, se as crianças forem dormir na casa do amigo poderão fazer desfile de pijama, brincar de insônia e ver quem consegue ficar acordado até mais tarde, montar cabaninhas com lençol, acampando no meio da sala, brincar de cambalhota nos colchões espalhados pelo chão, etc.
Nas férias dá para fazer bastante coisa, mesmo estando dentro de casa. O importante é usar a criatividade e a imaginação para garantir a diversão da garotada.
Por Jussara Barros

  

         A Importância da Leitura


As tecnologias do mundo moderno fizeram com que as pessoas deixassem a leitura de livros de lado, o que resultou em jovens cada vez mais desinteressados pelos livros, possuindo vocabulários cada vez mais pobres.
Muitas coisas que aprendemos na escola são esquecidas com o tempo, pois não as praticamos. Através da leitura rotineira, tais conhecimentos se fixariam de forma a não serem esquecidos posteriormente. Dúvidas que temos ao escrever poderiam ser sanadas pelo hábito de ler; e talvez nem as teríamos, pois a leitura torna nosso conhecimento mais amplo e diversificado.
Durante a leitura descobrimos um mundo novo, cheio de coisas desconhecidas.
O hábito de ler deve ser estimulado na infância, para que o indivíduo aprenda desde pequeno que ler é algo importante e prazeroso, assim ele será um adulto culto, dinâmico e perspicaz. Saber ler e compreender o que os outros dizem nos difere dos animais irracionais, pois comer, beber e dormir até eles sabem; é a leitura, no entanto, que proporciona a capacidade de interpretação.
Toda escola, particular ou pública, deve fornecer uma educação de qualidade incentivando a leitura, pois dessa forma a população se torna mais informada e crítica.
Por Eliene Percilia

           Colônia de Férias


Colônia de férias é uma programação voltada para crianças, adolescentes e jovens que já se desvincularam do colégio nos períodos de férias. São organizadas por equipes de desporto que buscam incentivar a livre iniciativa, brincadeiras lúdicas, leitura e o contato com a natureza.
Normalmente as colônias de férias ocorrem em clubes, condomínios, parques, escolas e academias que preocupados com a formação e boa ocupação dos futuros cidadãos projetam atividades criativas para descontrair e inserir temas importantes que os auxiliarão perante a sociedade.
As atividades selecionadas para serem aplicadas em colônias de férias podem ser:
Passeios ecológicos
Jogos esportivos e/ou recreativos
Incentivo a arte com aplicação de pintura, origami, dança, teatro, arte circense e outros.
Sala de jogos e karaokê
Torneios
Apresentações com mágicas, música, teatro e outros.
Gincanas aquáticas
Conferências sobre higiene pessoas, primeiros socorros, doenças sexualmente transmissíveis e outras.
Existem colônias de férias que além de se preocupar com os aspectos já citados buscam ainda a proximidade familiar entre pais e filhos. Estas já são voltadas para toda a família com o intuito de unir os pais e filhos a partir de atividades que serão realizadas por tais. Este é uma boa opção para pais que sentem a necessidade de se aproximar de seus filhos de forma a não levantar sentimentos de constrangimento em seus filhos que neste período da vida desejam estar na companhia de amigos a de pais.
Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

             Cursos de Férias


Os cursos de férias são aqueles que se realizam no período de férias escolares. São oferecidos por várias universidades, para universitários, profissionais e demais interessados que desejam melhorar seus conhecimentos e atualizá-los, retornando das férias mais bem preparados.
Tais cursos são investimentos de baixo custo, de carga horária variável entre 09 e 30 horas e de grande valia, já que enriquece o currículo e induz o interesse dos empregadores. Os cursos não precisam estar relacionados com a área que se estuda ou que já exerce função, pois os cursos podem melhorar áreas pessoais que influenciam no trabalho e ainda trazer conhecimento em diferentes áreas.
Para escolher um curso de férias atente para:
O período disponível de férias,
O período que deseja investir em cursos,
Opção de workshops e seminários caso o tempo disponível não seja de 30 dias,
Cursos oferecidos pela própria instituição de ensino que estuda,
Dedicação em cursos de férias também é necessária, para não perder tempo e dinheiro.

Os cursos têm valores de investimentos variáveis e temas diversificados em diferentes áreas como de teatro, administração, saúde, atendimento, relações internacionais, informática, línguas, comunicação, engenharias, agricultura, direito e muitas outras. Informe-se em sua cidade sobre as universidades e faculdades que investem em cursos de férias e as áreas que oferecem.
Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola


                 Dicas de Livros


A leitura é uma prática de grande importância para as pessoas, porém é vista às vezes como uma obrigação pra lá de chata e maçante, já que quando estamos estudando é preciso ler muito e reler em algumas situações. Pensando por outro ângulo, existem alguns livros que nos permitem viajar e até vivenciar certas histórias como se fizéssemos realmente parte dela.
 É difícil imaginar uma menina que tenha lido Crepúsculo, de Stephenie Meyer, sem dar um suspiro ou ao menos se sentir envolvida na história... As crônicas de Nárnia, de Clive Staples Lewis fazem os leitores viajarem também num mundo misto de fantasia e realidade...

Para provar que leitura pode ser mais interessante do que você imagina, veja a lista de livros que preparamos: 

Para meninas:

O diário da Princesa – Meg Cabot

Uma fada veio me visitar – Thalita Rebouças

A rainha da fofoca – Meg Cabot

Coisas que toda garota deve saber – Samantha Rugen

O superblog das maravilhooosas – Inês Stanisiere

Uma garota entre nós – Cecily Von Ziegesar

Reunião – Meg Cabot


Para meninos:

Harry Potter – J. K. Rowling

Túneis – Brian Williams; Roderick Gordon

Águas profundas – H. I. Larry

O aprendiz – Joseph Delaney

Goosebumps – R. L. Stine

Coisas que todo garoto deve saber – Antonio Carlos Vilela

Deltora Quest – Emily Rodda

O grande livro dos seres fantásticos – Manuel Calderon

Sr. Ardiloso Cortês – Derek Landy

Vampyro O Terrível Diário Perdido do Dr. Cornélius Van Helsing – Cornélios Van Helsing

Viagem ao centro da Terra – Julio Verne

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

                 Ler Durante as Férias


Chegou o período de férias e o que fazer? Que tal viajar, fazer uma viagem diferente das outras, viajar por mundos e dimensões desconhecidas? É isso que acontece quando lemos, saímos em uma surpreendente viagem cheia de aventuras onde exploramos outros universos.
A melhor época para ler é durante as férias, pois temos mais tempo e menos preocupações.
Um livro pode nos apresentar diferentes contextos de mundo e de vida, pode nos levar a diferentes aventuras em terra de monstros, de seres estranhos e de magia. Existem livros que provocam diferentes sensações, há livros que nos fazem rir, chorar e até mesmo voltar ao tempo em que éramos crianças e acreditávamos em contos de fadas. Os prazeres proporcionados por um bom livro geram sentimentos e expectativas diferentes ao leitor, pois esse conhece coisas e situações diferentes das corriqueiras, mostra-lhe como reagir perante as dificuldades, como mudar seu futuro, entre outros.
Muitas pessoas quando entram de férias querem viajar e esquecer os problemas, para isso nada melhor que um livro, pois ele proporciona esses dois desejos. A leitura enriquecesse nosso vocabulário, amplia nossos conhecimentos, muda nossa forma de encarar os desafios, o jeito de resolver determinados problemas, etc. Grande parte das respostas para as dúvidas do homem se encontra nos livros.

Há pessoas que gostam de livros literários, de livros científicos e outras de leitura religiosa, como a Bíblia, cada leitor tem um gosto e para cada gosto existe um livro. Atualmente muitos órgãos incentivam a leitura durante as férias, uma dessas formas de incentivo é a de abrir as bibliotecas durante o período de férias disponibilizando materiais atrativos e atuais, títulos que agradam a crianças, jovens e adultos. Uma das melhores formas de melhorar o conhecimento e o futuro do planeta é dedicar-se à leitura, pois os livros são uma rica fonte de conhecimentos.
Por Eliene Percília
Equipe Brasil Escola

Opções de lazer para quem não vai viajar


Quando se fala em férias o primeiro pensamento que nos vem à mente é o de viajar. Porém, nem todo mundo consegue viajar, talvez por que o acompanhante não terá férias ou por falta de condições financeiras, etc. Se você é uma dessas pessoas não se desanime, aqui você encontrará dicas de como aproveitar as férias sem sair de sua cidade.

- Região litorânea; se você mora perto do mar, nada melhor que pegar umas ondas, nadar, caminhar na orla, pegar um bronzeado e conhecer pessoas diferentes. Existem mil e uma atividades que podem ser feitas na praia, basta você encontrar uma que faça sua cabeça.

- Região verde; caso more em uma região onde existem floresta e parques ecológicos, nada melhor que aproveitar a natureza. Existem programações diversificadas para curtir a natureza sem causar danos a ela como, por exemplo, trilhas ecológicas, rapel (escalar ou descer paredões), Rafting (descer corredeiras), entre outros. Além disso, você pode acampar, fazer piqueniques, etc.

- Região urbana (selva de pedras); há nas cidades uma série de opções de entretenimento, veja o que você pode fazer para se divertir:

• Cinema: você pode se distrair assistindo um bom título na telona;
• Praças: você pode se reunir com seus amigos na pracinha e fazer brincadeiras, conversar sobre diferentes assuntos, etc.;
• Shoppings: conhecer pessoas diferentes, interagir com amigos na praça de alimentação, etc.;
• Em casa: em casa você pode criar diferentes ambientes, como fazer um churrasco entre amigos, uma festa temática, etc.;
• Clubes: curtir uma piscina com amigos, pegar um belo bronzeado, etc.;
• Teatro: se você curte um programa mais clássico, assistir ao uma peça teatral é uma boa pedida;
• Filme em casa: convidar os amigos que também não irão viajar para assistir um filme divertido em casa;
• Jogos: uma excelente forma de se divertir nas férias é participar de jogos e, disputas com os amigos;
• Acampamento em casa: você não vai viajar, porém nada te impede de acampar. Você pode promover um acampamento no quintal ou na sala de sua casa, convidando alguns amigos para passar momentos divertidos em seu acampamento.

Essas são apenas algumas dicas de como aproveitar as férias sem viajar, se você procurar com certeza encontrará outras coisas interessantes para fazer, algo que se identifique mais com seu estilo.

Por Eliene Percília
Equipe Brasil Escola



         Tipos de Brincadeiras


No período em que as aulas param, as pessoas começam a ficar ociosas e apreensivas dentro de casa, buscam alternativas que lhes proporcionem prazer. Existem pais que por algum motivo não podem viajar no período de férias e nem colocar seus filhos em colônias para se divertirem.
Neste contexto, vivenciado por muitos estudantes, a melhor opção é projetar brincadeiras e passatempos dentro de casa. É necessário ter uma quantidade considerável de pessoas, por isso, reuna seus colegas para que se lembrem das brincadeiras como:
Morto-vivo: É estabelecido um mestre para comandar a brincadeira. Todas as pessoas devem ser colocadas em forma de círculo. Quando o mestre gritar vivo, deve-se permanecer de pé e quando gritar morto, deve-se abaixar. Quem fizer o movimento diferente do comando dado pelo mestre sai da rodada.
Telefone sem fio: Consiste em organizar cinco ou mais pessoas sentadas uma ao lado da outra formando um círculo. A brincadeira começa quando uma pessoa é escolhida para ser a primeira participante fala algo no ouvido do seu colega do lado e este passa a informação que recebeu para o colega seguinte e assim sucessivamente até que chegue no ouvido do último participante que está do lado de quem iniciou a brincadeira. Este fala o que ouviu em voz alta e se conseguir repetir o que foi falado originalmente pela primeira pessoa, a brincadeira recomeça, se a mensagem for diferente, este sai da brincadeira e aguarda a próxima rodada.
Passa-anel: Uma pessoa é escolhida para passar o anel para as demais, enquanto outra é escolhida para adivinhar onde o anel está. Com as mãos fechadas e com o objeto pequeno entre elas, vai passando pelas mãos dos demais participantes até que deixe o objeto nas mãos de alguém. Ao passar por todas as pessoas, deve-se acertar com quem o objeto está.
Estátua: Consiste em colocar várias pessoas para dançar uma determinada música. Em um momento a música é parada, nessa hora deve-se permanecer na forma com que se está. O mestre, ou seja, o dj vai até as "estátuas" e tenta fazer com que se mexam. Aquele que sorrir ou mexer é eliminado do jogo.
Elefante colorido: É escolhido um mestre para comandar a brincadeira. O mestre diz: “Elefante Colorido” e os outros respondem: “Que Cor?” o mestre então diz uma cor e então o grupo de pessoas deve pegar em algum objeto que tenha a cor determinada pelo mestre. Aqueles que não encontrarem a cor ou não conseguirem chegar até elas são eliminadas da rodada.
Essas brincadeiras além de divertir muito, faz com que um momento de monotonia se torne em uma saudável volta ao passado. 
Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola


0 comentários:

 
©2011 Juliana Hellen Por Templates Sal da Terra